Banzai Coworking

Mindfulness: 7 práticas pra lidar com o estresse da rotina

Stranger Things

Você já deve ter ouvido ou desejado praticar Mindfulness, mesmo sem saber o significado dessa técnica. É porque certamente já teve aquela sensação que a rotina está cada vez mais frenética e difícil de sair do piloto automático pra realizar atividades profissionais e pessoais com atenção total.

Mindfulness é justamente uma atitude de atenção plena no presente. São práticas objetivas, incluindo meditação, que trabalham corpo e mente pra levar uma vida mais leve e enfrentar com foco e tranquilidade as tarefas do dia a dia.

Não se trata de desligar, controlar ou desativar o pensamento, mas na capacidade de ficar e focar no momento presente. Através desta prática é possível desenvolver e reaprender a cultivar essa atenção plena pra lidar com o estresse da rotina.

Grandes empresas, como Google, estão adicionando na rotina treinamentos de Mindfulness. Acredita-se que a atenção plena melhora a comunicação e o foco, reduz a ansiedade, o estresse e dá um gás em habilidades cognitivas, leituras e atividades diárias.

As técnicas de Mindfulness são baseadas em um protocolo de oito semanas desenvolvido pelo professor Jon Kabat Zinn, do Departamento de Medicina da Universidade de Massachussets, ainda em 1979.

E praticamente todo mundo pode empregar as técnicas de Mindfulness, inclusive crianças. Mas principalmente empreendedores e profissionais que estão no comando de uma rotina agitada. Afinal, ser mais atento é fundamental pra atingir nossos objetivos.

A psicóloga Carina Goretti Schmitt Welter, apresentou o conceito, os pontos mais importantes sobre o Mindfulness e realizou algumas práticas pra aplicar a técnica no dia a dia durante o Pimp My Mind, evento exclusivo do Banzai Coworking pra provocar a discussão de temas relevantes na vida de empreendedores.

Mindfulness significa mudar padrões de comportamento e respostas que estamos acostumados. É começar a viver uma vida mais centrada no presente e na real sensação que nos acomete de modo aberto, gentil e com aceitação.

Segundo a Carina, o treino de atenção permite que a pessoa se mantenha mais focada, consciente de pensamentos, emoções e respostas corporais que mudam a maneira de agir, viver e se relacionar. Muitas vezes, se dar por conta de pensamentos e sentimentos pode ser muito doloroso e frustrante.

E aí que o Mindfulness faz toda diferença, pois ajuda a resolver uma situação e não foca no julgamento e na autocrítica. Dá pra dizer que é um treino de compaixão, que ajuda a sermos menos críticos com nós mesmos e a viver com leveza e satisfação.

Como a gente sabe que o tempo foi curto pra repassar todo conteúdo sobre o tema e muita gente queria, mas não conseguiu participar do Pimp My Mind, resolvemos publicar esse conteúdo extra da psicóloga Carina Welter com dicas #inacredincríveis pra quem está afim de viver Mindfulness!

Práticas pra começar a viver Mindfulness👇🏾

  1. Preste atenção nas tarefas diárias: não adianta meditar 10 minutinhos por dia e passar o resto do dia no piloto automático, distraído e repetindo velhos hábitos. Mindfulness é estar presente no momento, todas as situações que ocorrem durante o dia são oportunidades para praticar essa consciência e foco.
  2. Caminhe com curiosidade: note seus passos, sinta as sensações do corpo envolvidas no ato de caminhada, o que você vê, que cheiros sente e os sons a sua volta, por exemplo. Observe o comportamento da sua mente enquanto faz isso, mantenha a genuína curiosidade e interesse no que está sendo feito. Esse momento é a sua vida, então viva!
  3. Respire conscientemente: nossa respiração é como um barômetro ou termômetro para o nosso estado físico e mental em geral, e é também um excelente fundamento do Mindfulness. Acalmar a respiração é a chave para acalmar a mente. Essa lição é velha e ensinada na sabedoria antiga do Yoga. Levar a atenção para a sua respiração e questionar “como estou me sentindo agora?” é uma boa via para estabelecer uma conexão consigo mesmo. E na prática, vale o exercício de respirar corretamente (e conscientemente): inspire pelo nariz levando o ar ao abdômen (lentamente, conte até 3 ou 5) e expire pela boca. Repita o processo algumas vezes. Pode ser um aliado nos momentos de estresse, antes de uma apresentação em público ou uma reunião importante. Vale também ao acordar ou antes de dormir, deitado mesmo.
  4. Faça uma coisa de cada vez: ser multitarefa, ou seja, fazer várias coisas ao mesmo tempo é o maior inimigo do foco. Você precisa parar de insistir na correria desvairada de fazer malabarismo com tantas coisas ao mesmo tempo. Ao suspender o modo multitarefas, nos tornamos melhores no que fazemos e aumentamos as chances de lembrarmos dos detalhes de tarefas que foram feitas no passado.
  5. Viva novas experiências: nossa mente automatiza tudo, até o modo de pensar. Conceitos e preconceitos vão se cristalizando e limitando nossa visão de mundo. Estar aberto a experiências diferentes é um dos resultados da vida Mindfulness, que prioriza nosso fortalecimento interno, estimula a curiosidade e o encantamento pela vida. Os momentos mais simples voltam a ser os mais importantes.
  6. Sinta as emoções: praticar Mindfulness não quer dizer ser feliz ou focado o tempo todo. Continuamos a ter dias ruins, estressantes e frustrantes, mas aprendemos a aceitar o momento em que estamos sentindo tudo o que estamos sentindo, sem tentar resistir ou controlar. Quanto mais observamos e aceitamos os nossos estados emocionais desagradáveis, mais desenvolvemos nossa capacidade de sermos resilientes. Aprendemos a lidar com problemas sem afetar de forma desastrosa nosso dia ou nossa vida.
  7. Seja mais “de boa”: pessoas mais leves e alegres não são aquelas que têm tudo e desconhecem os problemas, mas que vivem bem consigo mesmas. Elas aceitam suas fragilidades, fraquezas e “defeitos” do momento. São pessoas que, respeitando seu jeito de ser, estão sempre engajadas em melhorar tudo o que é possível.

Conhece alguém precisando praticar Mindfulness?
Marca ela aqui 👇🏾😉

** Este blog é colaborativo. Todas as opiniões aqui expressas são pessoais e não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo blog. O Banzai Coworking não se responsabiliza pela precisão ou confiabilidade de quaisquer informações compartilhadas pelos autores das publicações, mas fica a disposição para corrigir ou retirar conteúdos que forem considerados impróprios. Para comunicar algo, basta entrar em contato através do email compartilhe@banzaicoworking.com.br.

Deixe o seu comentário

mm

Ana Karla

Jornalista, atualmente produtora de conteúdo. Escrevo e dou pitaco sobre tudo, mas tenho carinho por assuntos que ajudam empreendedores (como eu) a serem melhores. Toco com meus dois sócios o Banzai Coworking e a Rulez, no interior do Paraná.

Acompanhe o Banzai

Você já deve ter percebido que nós gostamos de compartilhar né?
Então segue a gente nas nossas redes sociais e participe da nossa comunidade!